Mucosite Oral.



Uma das complicações bucais mais comuns do tratamento oncológico, a mucosite, é a inflamação que ocorre na mucosa de revestimento do tubo digestivo causada por um efeito citotóxico de agentes usados para realização de quimioterapia ou radioterapia, dois tipos de terapias muito utilizadas no tratamento das doenças malignas.

A mucosite pode acometer muito o paciente levando-o a um desconforto intenso, com diminuição da qualidade de vida provocada pela dor, alterações funcionais (como o comprometimento da mastigação, da deglutição e da fala), distúrbios do sono e dificuldade de higienização.

A mucosite oral aumenta o risco de infecções locais e sistêmicas, pois pode levar a formação de feridas na cavidade oral que se tornam porta de entrada para bactérias, podendo comprometer ainda mais a saúde do paciente.

Os fatores de risco para o desenvolvimento da mucosite oral (também chamada de estomatite) incluem uma higiene bucal inadequada, tipo de malignidade da doença, drogas quimioterápicas especificas, alterações orais preexistentes (por exemplo, cárie), fumo, localização da doença (por exemplo, câncer de cabeça e pescoço) e ingestão alcoólica.

A mucosite oral geralmente inicia-se com uma queixa de sensibilidade maior aos alimentos ácidos e intolerância aos alimentos muito quentes ou muito frios. A boca pode ficar avermelhada (hiperemia), inchada (edema) e dolorida. O paciente pode também relatar sensação de boca seca devido à redução na quantidade de saliva, com abundancia de muco espesso e redução na lubrificação.  

O aparecimento deste evento adverso pode ás vezes comprometer a ingestão de alimentos e líquidos, a comunicação verbal, a higiene oral e a auto-imagem. Pode ser, em alguns casos, o responsável pela interrupção da quimioterapia com o objetivo de permitir a recuperação da mucosa.

As infecções da cavidade oral podem ser bacterianas, virais ou fúngicas, e o tratamento deve ser selecionado de acordo com o agente causal pelo profissional capacitado.

O cuidado e o tratamento dispensados aos pacientes com mucosite têm como objetivos manter a integridade da mucosa.

Existem produtos desenvolvidos para higiene bucal que possuem ação antifúngica, antibacteriana e analgésica que auxiliam muito o paciente nesta fase.

O uso do Laser odontológico também é muito recomendado tanto na prevenção quanto no tratamento da mucosite oral.

  • Hospital Albert Einstein, 2011
  • António Fontelonga , Armando Brito de Sá, 2011
  • Terapêutica oncológica para enfermeiros e farmacêuticos– 4.ed. – São Paulo : Editora Atheneu, 2012

 

Mucosite oral? Nós ajudamos você a combater e a passar por esse momento delicado da melhor maneira possível, escovando os dentes com uma pasta natural e usando um antisséptico bucal sem precedentes: o enxaguante bucal INPHLORAL.

experimente-comprove-exaguante-gel-mucositeCOMPRAR AGORA

2 comentários


  • Equipe INPHLORAL

    Claudio, tudo bem? Obrigado pela mensagem.
    Os produtos INPHLORAL são indicados para quem tem mucosite pois são naturais e não possuem álcool e nem parabeno.
    Além disso, a fórmula dos produtos tem propriedade analgésica, eliminando o desconforto e dor causados durante este processo.
    Sendo antibacteriano e antifúngico, auxiliam na reparação tecidual de forma mais rápida e eficaz.
    Os produtos INPHLORAL têm sido recomendados por muitos dentistas e médicos para auxiliar nos tratamentos de pacientes oncológicos ou com outras necessidades especiais. Se este é o seu caso, experimente os produtos, temos certeza que você vai sentir a diferença.

    Qualquer outra dúvida, fale conosco.

    Forte abraço,

    Equipe INPHLORAL
    Natural como sorrir.


  • Cláudio Guedes

    Os produtos deste site são bons para quem tem mucosite oral? Vi o gel dental e o enxaguante e notei que são naturais e têm propriedades boas para pacientes. Posso experimentá-los então? É isso?


Deixe um comentário


Observe que os comentários precisam ser aprovados antes de serem publicados



Sale

Unavailable

Sold Out